terça-feira, 17 de novembro de 2009

EXISTÊNCIA

Nas intensidades das coisas,
onde se cancelam os tempos,
nossos passos sem sentido,
nossas não-indicações.

E nossas imagens,
como os pássaros estranhos da noite,
sombras em que nos mostramos.

Erguemo-nos com nossas ausências,
nossos caminhos escondem o nada,
as catástrofes das simetrias.

Aqui estamos!

3 comentários:

dade amorim disse...

"Erguemo-nos com nossas ausências,
nossos caminhos escondem o nada"

É isso, Roberto. Esmagador, mas verdadeiro e triste.
Mas quem sabe se, em uma dobra da realidade que não conseguimos perceber...?

Beijo pra você.

lusibero disse...

ROBERTO COSTA CARVALHO: "AQUI ESTAMOS"
VERDADE DA CONDIÇÃO HUMANA... ESTAREMOS AQUI, COM TODOS OS NOSSOS DESGOSTOS E AS NOSSAS-POUCAS-ALEGRIAS...
BEIJITO DE LUSIBERO

nydia bonetti disse...

"E nossas imagens,
como os pássaros estranhos da noite,
são só sombras em que nos mostramos".

Como achei isto bonito, Roberto.

beijo!