domingo, 20 de setembro de 2009

MAPA ABSTRATO

Planos, retas, espaços,
esboços e exasperações...

Parecer dizer e sofrer,
traços dispersantes,
procuras excessivas,
o correr dos sentidos,
o fugir.

Nas digressões, a monotonia,
o imenso vazio das coisas.

Espasmos em demasia,
as conveniências dos enganos,
ilhas se perdem no escuro do oceano,
ectoplasmas de almas,
a exaustão, a desistência.

3 comentários:

Nydia Bonetti disse...

... ilhas se perdem no escuro do oceano ...

acho que a vida é mesmo esta luta constante contra o vazio.

boa semana, roberto. beijo.

dade amorim disse...

Muita angústia nessa luta, muita dor de perda sem que tenha havido realmente uma perda - o que será que se perde nesses movimentos?

Grande abraço.

costacarvalho disse...

Talvez mais coubesse perguntar: O que será que não se encontra?