sexta-feira, 8 de maio de 2009

OFERENDA

Beba este sangue que lhe ofereço
e também coma esta carne!...
Tudo! Beba e coma...
Tudo inteiramente!
É o que lhe ofereço.


E muito ria deste momento!
Faça-o em nossa ruína, em nossa desgraça,
na lama que tanto nos é afirmada quando repudiada,
e considere as condições, as origens,
os favores que nos fizeram!

2 comentários:

Doroni disse...

Roberto

Que oferenda
nossa!
primeiro me veio à mente uma ceia indigesta e depois uma
cruxificação. Verdade!

Vou sentir muito sua falta no Over
e logo acabo saindo também
bjs

costacarvalho disse...

Doroni,
Sei que meu texto é pesado e causa fortes reações. De minha parte, seria um equívoco explicá-lo, restringi-lo é trair-lhe a natureza. Todavia, os indicativos são muito evidentes e os contrapontos fazem pensar, mas, especialmente, também fazem sentir certas realidades da existência, os favores que nos fizeram.